COORDENAÇÃO ESTRATÉGICA

         A partir da Portaria n° 620/GS/SES/2009 a Política de Educação Permanente em Saúde foi normatizada no Estado da Paraíba e ações específicas são desenvolvidas e executadas por uma Equipe de Técnicos vinculada ao Centro Formador de Recursos Humanos (CEFOR-RH), através da coordenação estratégica.

        A Coordenação Estratégica teve seu processo de trabalho definido a partir da avaliação e necessidade de potencializar as ações de Educação Permanente no Estado da Paraíba em 2013 e atualmente possui uma equipe técnica composta por 4 (quatro) coordenadores estratégicos referenciados por macrorregião de saúde, ​1 coordenador para organização e apoio às ações da rede escola estadual e ​1 apoiador​a estratégica que d​á​ suporte aos coordenadores​ da 1ª e 2​ª macrorregião.

       Objetivamos constituir como produto da articulação interinstitucional, cenários com a perspectiva de mudança na relação entre trabalho e educação, ativando a formação e a produção de conhecimento e composição de práticas de atenção, gestão, ensino, e controle social no âmbito das 16 regiões de saúde.

As principais ações desenvolvidas por estes atores são:

 – Acompanhamento das Comissões de Integração Ensino Serviço (CIES);

 – Apoio na elaboração dos Planos Regionais de Educação Permanente em Saúde (PAREPS);

 – Organização da Rede Escola Estadual, acompanhamento dos cursos técnicos desenvolvidos pelo Centro Formador de Recursos Humanos (CEFOR-RH);

 – Fomento a regionalização por meio de atividades direcionadas a educação permanente nas Comissões Intergestoras Regionais (CIR); e

 – Elaboração de projetos para novos cursos, tendo em vista as mudanças ocorridas na política saúde a partir do Decreto n° 7.508/11.

Outras atividades exercidas por esses atores são o acompanhamento das demais atividades de educação permanente no estado, a saber:

– Programa Telessaúde, Pro/PET-Saúde/Redes de Atenção a Saúde;

– Programa de Valorização dos Profissionais na Atenção Básica (PROVAB); e

– Colaboração/implementação das redes definidas como prioritárias (de atenção às urgências e emergências, rede de atenção materno-infantil, de atenção psicossocial, de oncologia e de cuidados à pessoa com deficiência).

Anúncios

Deixe seu comentário e/ou sugestão:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s